quinta-feira, 16 de julho de 2009

" Hay que endurecerse, pero sin perder la ternura jamás" Che Guevara



"Sejam espertos como as cobras
e sem maldade como as pombas"

Mateus 10:16


Não, não vou falar de política. Essa frase, de Che Guevara, está martelando em minha cabeça (como um mantra) já faz alguns dias! Então resolvi por pra fora... pra ver se assim resolvo o problema.Vou falar dos nossos relacionamentos, que não deixam de ser políticos... Como equilibrar a firmeza e a ternura? Como manter o bom senso e o equilíbrio, diante de problemas e pessoas que nos tiram do sério? Acredito que esse seja um aprendizado que leve uma vida inteira, e que muitos infelizmente, não concluem satisfatoriamente essa matéria na escola da vida! Bem, eu estou aqui (viva), tentando ser justa, firme e ponderada, sem apelar para a grosseria e nem cair na intolerância, e ainda dosando as reações para dar a cada um, não o que merecem, mas a justa medida! Que Deus me ajude...



"Qualquer um pode zangar-se - isto é fácil!
Mas zangar-se com a pessoa certa,
na medida certa, na hora certa, pelo motivo certo
e da maneira certa - isto é muito difícil!"
Aristóteles

Um comentário:

Dan disse...

Dois sabios Guevara e Aristóteles, cada um no seu tempo que é universal mesmo tempo, tempo unico, assim devemos manter o equilíbrio a vida interia, as pessoas nos vivem tirando do sério, mas jogo de cintura e respiração perfeita são fundamentais, parodiando Walter Franco, a mente certa, a espinha ereta e o coração tranquilo...

Arquivo do blog