sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Existe Som Mais Doce que o Som Das Flautas?


A flauta doce é um instrumento de sopro direto, onde o som é produzido por um bocal contendo um apito, e um tubo cônico ou cilíndrico contendo diversos furos. A origem deste instrumento está nos antigos instrumentos folclóricos que ainda podem ser encontrados em diversas partes da Europa hoje, como o Czakan na Hungria (6 furos) ou a flauta dupla da antiga Iugoslávia. Muitos destes instrumentos eram feitos de tubos de bambú ou cana naturais, enquanto a flauta doce era um instrumento torneado em madeira.

A história da flauta doce está ligada à origem do seu nome em inglês: RECORDER, que vem do latim RECORDARI que significa lembrar, recordar, trazer à memória. Em italiano a palavra RICORDO também significa lembrança, memento; e daí, talvez a primeira referência à flauta doce num livro de contas do Rei Henrique IV em 1388 por pagar uma "fístula nomine ricordo" (uma flauta chamada ricordo). Por não termos instrumentos desta época que tenham chegado aos nossos dias, as nossas fontes de informação são as gravuras em madeira ou pedra, desenhos em manuscritos e referências ao instrumento na literatura antiga, como por exemplo no romance "Squyr of Lowe Degre" (c. 1400), onde aparece como "dulcet pipes", provavelmente o nome da flauta doce no séc. XIV e também provavelmente do frances flûte douce. O inventário do Rei Henrique VIII (1547), mostra-nos que ele possuía diversos instrumentos em seus palácios, entre eles 72 flautas transversais e 76 flautas doces, a maioria, conjuntos em caixas, que incluía por exemplo um grande baixo de madeira e várias flautas de marfim.


Flanders Recorder Quartet
O quarteto é formado Bart Spanhove, Tom Beets, Joris Van Goethem e Paul Van Loey. Entre os muitos momentos memoráveis durante a longa carreira do Flanders Recorder Quartet, houve o primeiro prêmio na prestigiada competição na Bélgica: Antiqua Música de Bruges em 1990.

7 comentários:

Dan disse...

Oi Carlucha,

Bacana!!!!!!!!!!!!

Abraços

JOSÉ ROBERTO BALESTRA disse...

Carlucha, adoro o som de flautas. Mas confesso, não tive paciência para aprender a dominá-la, muito embora toque violão (clássico e poipular) desde os 12 anos. Acho que "meu negócio" é com as cordas, pois me lembro bem, quando jovenzinho ainda, passei a tarde de um domingo na sala de ensaio da banda que eu tinha, tentando "tirar" algumas notas em um sax... Resumo: só consegui o dó... e mais neca de pitibiribas... É mole? bjs

Carlucha disse...

Oi José! Te entendo bem... :)) Eu toco piano e várias vezes tentei aprender violão, um instrumento que eu admiro muito pela sua praticidade de locomoção, seu poder agregador e seu som melodioso! Mas era começar a machucar os dedos e eu desistia... hehehe Como vê, todos nós músicos sempre gostaríamos de tocar mais instrumentos! Faz parte... :))) Bjos

Tucha disse...

A suave sonoridade da flauta é sempre encantadora. Gostei mto do quarteto.

JOSÉ ROBERTO BALESTRA disse...

Carlucha, voltei por conta de seu comentário lá no meu bloguinho: fiquei muito feliz em saber que temos algo em comum além da música: Paranavaí, que é minha terra natal. Sua também? O programa caipira que você ouvia desconfio que devia ser do "Goiaba", ou não?

Como o mundo é pequeno, não?

Ah, quanto à sua resposta ao meu comentário aqui, digo: seus dedos doíam porque as cordas dos violões aquele tempo eram em sua maioria de aço, agora são de nylon.

bjs, BOM DOMINGO PR'OCÊ E OS SEUS...

Minerva Pop disse...

Gosto muito do som do violoncelo....

Carlucha disse...

Tucha:
A flauta é um instrumento relativamente fácil de aprender, mas executá-la com maestria já não é tão simples! Pena que a grande maioria das composições para flautas ou conjunto de flautas seja da idade média, quase não há composições modernas... Beijokas

José:
Pois é, esse mundo é pequeno mesmo! Sou sim de Pvaí, e o programa deve ser esse mesmo, não me é estranho esse nome "Goiaba"! Estudei e me formei no Conservatório "D. Nice Braga"!:)) Beijokas paranaenses pra vc!

Minerva:
Oi pessoal! É um prazer tê-los aqui! Gosto muito do Minerva Pop, é um blog moderno, culto, atual e cheio de boas dicas! Qto ao Violoncelo, realmente é belíssimo! Gostei da sugestão... aguardem! hehehe ;) Bjos

Arquivo do blog